Procurador de Paris diz acreditar que incêndio na Catedral de Notre-Dame foi ‘acidente’

JORNAL PRIMEIRA HORA

O procurador de Paris, Remy Heitz, afirmou nesta terça-feira (16) que acredita que o incêndio na Catedral de Notre-Dame possa ter sido ocasionado por um acidente. Nesta manhã, bombeiros e especialistas analisavam a estrutura da edificação e o impacto das chamas.

“Nós estamos priorizando a teoria de um acidente”, declarou o procurador da capital francesa, que também afirmou que a investigação será longa e complexa.

O incêndio levou nove horas para ser extinto e causou grandes danos à catedral: todo o telhado e toda a armação foram destruídos, parte da abóbada e a “flecha” (torre mais alta) caíram.

Ainda segundo o procurador, “nada aponta para um ato voluntário”, conforme destacou a AFP. Ele explicou que cerca de 15 funcionários de cinco empresas que faziam obras na catedral e estiveram no local nesta segunda-feira deverão prestar depoimentos. Além disso, o procurador informou que aproximadamente 50 investigadores trabalharão no caso.

‘Perigo descartado’

O secretário do Ministério do Interior da França, Laurent Nuñez, afirmou que “o perigo do fogo está descartado, mas se desconhece como resistirá a estrutura”. Nuñez explicou, ainda, que o objetivo agora é saber se a estrutura oferece suficiente estabilidade.

Ainda havia pequenos focos de incêndio no início desta manhã, mas bombeiros garantiram que não havia mais perigo de as chamas voltarem a crescer, segundo Gabriel Plus, porta-voz dos bombeiros de Paris.

Publicação: Adrieli Langner

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *