Itaipulândia- Mulher é presa suspeita de desviar R$ 420 mil da Prefeitura de Itaipulândia

Uma mulher de 46 anos foi presa em Cascavel, no oeste do Paraná, suspeita de desviar mais de R$ 420 mil da Prefeitura de Itaipulândia, na mesma região.

O mandado de prisão preventiva – sem prazo determinado – foi cumprido na segunda-feira (8). Policiais também cumpriram mandados de busca e apreensão na casa da suspeita e de uma irmã dela, que também é alvo das investigações.

A suposta irregularidade foi descoberta por uma tesoureira da prefeitura após notar uma diferença nas contas de junho e lançamentos bancários que não haviam sido feitos por ela.

Segundo a polícia, a suspeita tem um contrato de prestação de serviços de importação e alimentação de dados com a Prefeitura de Itaipulândia desde 2016. As informações eram repassadas, entre outros, para o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR).

Por conta deste compromisso, todos os meses ela ia até a prefeitura e em algumas vezes chegou a passar o dia no setor financeiro para esclarecer dúvidas de servidores.

Ela tinha ainda acesso remoto ao servidor da prefeitura e a lançamentos de contas a pagar e liquidações. Com isso, aponta a investigação, ela vinha fazendo transações bancárias indevidas usando a própria senha.

Os desvios vinham sendo feitos mensalmente desde dezembro de 2018. Neste período, afirma a polícia, as transferências variaram de R$ 5 a R$ 48 mil.

Somente no dia 14 de junho foram desviados, desta forma, cerca de R$ 26,7 mil da conta do município, favorecendo a empresa da suspeita.

Os policiais apuraram também que algumas das transações foram feitas do computador da suspeita.

Em nota, a Prefeitura de Itaipulândia, informou que logo que percebeu as possíveis fraudes comunicou o Grupo Especializado na Proteção do Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa (Gepatria), do Ministério Público Estadual (MP-PR), e tomou outras providências para proteger o dinheiro público.

A prefeitura declarou ainda que por ora não há evidências de ato de corrupção.

Fonte: G1
Publicação: Adrieli Langner


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *